Translate

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Prepare-se para a Pombovia!

Atendendo aos protestos das ruas de 2013, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, tem chamado a atenção de toda a população e da mídia com as medidas tomadas para melhorar a mobilidade urbana na capital paulista. Faixas e corredores de ônibus se multiplicam em ritmo acelerado e a polêmica ciclovia já é uma realidade, causando infindáveis discussões nas redes sociais a cada novo trecho pintado de vermelho nas ruas e até calçadas da cidade. Carros e motoristas de uma hora para outra viraram vilões, principalmente nas áreas mais nobres da cidade. A cada dia aparecem infinidades de fotos de carros estacionados em ciclovias de bairros chiques com acusações das mais variadas contra as elites motorizadas da cidade, o que gera muitas discussões de internautas ainda sob os efeitos das últimas eleições.


Agora, o que muita gente não esperava é que o problema atingisse também a população de pombos da cidade, a ponto de a prefeitura  estar planejando a implantação da pombovia. Isto porque as aves mais urbanas da natureza já enfrentam congestionamentos no solo dos grandes centros urbanos. A primeira faixa da pombovia será implantada na região da Paulista.

Como não poderia deixar de ser, a novidade está gerando polêmicas não só entre humanos como também na comunidade de pombos da capital. A Sociedade Perseguidora dos Animais acusa o prefeito de demagogia, pois não vê motivo para atender a única classe de animais que não tem medo dos humanos, aliás, chegam até a debochá-los quando caminham em meio à multidão correndo o risco de serem pisoteados por pedestres ou atropelados por carros, ônibus, motos, bicicletas, carroças, skates ou qualquer outro veículo sobre rodas. "Se eles podem voar, qual a necessidade de ficar andando pelas praças, calçadas e até no meio das pistas?", pergunta o presidente da entidade. 

A assessoria de imprensa da prefeitura sustenta que as faixas pombais estão sendo criadas justamente para organizar esses deslocamentos nas praças e vias públicas da cidade. Um ponto polêmico do projeto diz respeito às faixas próximas ao meio-fio, principalmente em pontos de ônibus. "Eu aprovo, as coitadinha fica que nem louca pra lá e pra cá tentando achar comida. Se elas tiver uma faixa que nem tem os ônibus e as bicicleta, vai ficar mais fácil pra elas, né?" - diz dona Sebastiana, moradora da zona leste. 

Já o taxista Rudinelson, de Parelheiros, não concorda. "Se esses pombos acham que têm o direito de ter uma faixa só pra eles, então que façam cocô no chão porque quando eles tão com vontade de cagar voam tudo pra cima das árvores e fazem cocô em cima do carro da gente. Se a gente bobear queima toda a pintura e depois, quem vai pagar? O prefeito?"

Pois é, e a polêmica continua. Até o PCC - Pombos Contra os Cidadãos, está reivindicando o direito de seus adeptos caminharem à vontade nas faixas exclusivas sem a interferência de cachorros que podem se sentir no direito de invadir a pombovia. O representante do PCC deixou bem claro que se os donos dos cachorros que se sentirem incomodados que protestem nas ruas e lutem pelas suas dogvias. 


Outra situação desconfortável apontada pela dona de casa Marialva das Neves é o acúmulo de pombos nos telhados e janelas das casas. "Eu moro aqui no lado do minhocão e quase não abro a minha janela por causa dessa fumaceira, quando tenho de abrir, é tanto pombo circulando no parapeito que eu não consigo abrir a janela. Se o prefeito fizer uma faixa pra eles bem ali no minhocão já ajuda, né?"


Polêmicas à parte, a prefeitura já avisou que não volta atrás e, até o final do ano, deverão ser construídos 400 quilômetros de pombovias nos principais pontos da cidade. Somados aos outros tantos quilômetros de ciclovias, faixas e corredores de ônibus da capital, o prefeito garante que terá votos suficientes para a sua reeleição porque terá cumprido todas as metas de mobilidade urbana reivindicadas nos protestos de 2013. 

Um dos muitos problemas que ele terá enfrentar já começa a despontar no próprio partido. Martha Suplicy já é candidata declarada à prefeitura, mas antes ela tem de decidir o que fazer depois de ter declarado que está cansada de engolir sapos no PT. Uma alternativa, segundo o taxista Rudinelson seria engolir pombos e, junto com eles, a pombovia.